Oficina: Mapas Afetivos

Publicada em 15/06/2015

Cidades não são feitas apenas de concreto, mas sobretudo de pessoas e suas histórias. Pessoas ocupam um território e é nele que suas vidas acontecem. E as histórias, bem, as histórias nos conectam uns aos outros. Trazem empatia ao dia a dia. Assim, um lugar que não era importante talvez mereça ser preservado, se soubermos que faz parte da narrativa de uma mãe e sua filha, ou de um casal que se apaixonou. Este foi o ponto de partida para construirmos o projeto Mapas Afetivos.

Ao exercício de mapear, que é antigo (mapas estão entre os pictogramas mais antigos do homem), reconhecemos a nós mesmos quando sabemos onde estamos. Talvez por isso, milhares de anos depois de deixarmos as cavernas, ainda gostamos de desenhar mapas. Sobretudo num século cada vez mais fragmentado, alguns dirão líquido, a cartografia traz alguma segurança, concreta, de que apesar de tudo mudar o tempo todo, pelos menos a latitude e a longitude ainda são dados fixos. Saber onde estamos é o primeiro elemento para começar a descobrir para onde ir, para trilhar um caminho em direção a um norte, um destino. Mesmo que, para muitos, esse norte seja o sul.

E foi num trabalho de alguns vizinhos do sul onde buscamos inspiração para o workshop Mapas Afetivos. Utilizamos a técnica de mapeamento desenvolvida pelos argentinos do coletivo Iconoclasistas. Cada um dos oficineiros vai escolher imagens, ícones ou realizar desenhos e colagens sobre mapas da cidade, destacando espaços importantes para suas histórias de vida. Lugares que às vezes são considerados periferia, podem mostrarem-se centrais para muitas vidas. Quem é que determina onde é o centro de um mapa, afinal?

Na oficina descobriremos a cidade e o entorno com um olhar estrangeiro – o olhar do outro. Fica o convite para você também participar e revelar onde sua memória se contecta com lugares, ruas e bairros. Para construirmos juntos a memória coletiva das cidades. Estamos em mapasafetivos.com.br. Ou use apenas #mapasafetivos no Instagram com o localizador ligado: sua foto e a legenda, com aquela história, vão automaticamente para o nosso mapa.

A oficina faz parte do Projeto Urbanismo Caminhável, coordenado pela Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente e implementado em parceria com Instituto Mobilidade Verde, Zoom Urbanismo e Thaísa Froes.

Veja as fotos:

Oficina Mapas Afetivos 04

Oficina Mapas Afetivos 05

Oficina Mapas Afetivos 01

Oficina Mapas Afetivos 02

Oficina Mapas Afetivos 03

Oficina Mapas Afetivos 08

Oficina Mapas Afetivos 07

Oficina Mapas Afetivos 09

Oficina Mapas Afetivos 06

Fotos: Luciano Rossi e Priscila Meireles (+ polaroides produzidas durante a Oficina)

Leia mais sobre ,


Um projeto de:
Prefeitura de Jundiaí
Secretaria de Planejamento e
Meio Ambiente

Realização:
Realização

Urbanismo Caminhável | Desenvolvido por CIJUN